Você ainda não adicionou produto

Nenhum produto no carrinho.

Subtotal: R$ 0,00
 

Atendimento:

(61) 3323-5772

Site Seguro!

100% seguro

Ácaro de Traquéia em Canários Belgas

Os canários belgas são aves muito admiradas por sua bela aparência e pela beleza de seu canto. Algumas pessoas têm verdadeiros criadouros desse tipo de pássaro e por apreciá-los tanto, aprendem inúmeras coisas a seu respeito para poderem tratá-los de maneira adequada e saudável.

Criadores de aves em geral se preocupam com os males que podem vir a afetar sua criação. Muitos acabam perdendo seus animais por desconhecer os cuidados que se deve ter com estas pequenas e frágeis aves, porém belíssimas.

As doenças mais comuns em pássaros são as doenças respiratórias como o ácaro de traquéia em Canários Belgas  que é um tormento para criadores desses pássaros.

O ácaro de traqueia ou asma-fole-de-canário é uma doença causada pelo parasita “Sternostoma Tracheacolum” que se aloja no bico dos canários e atingem suas vias respiratórias causando uma séria crise alérgica.

PRINCIPAIS SINTOMAS DO ÁCARO DE TRAQUÉIA EM CANÁRIOS BELGAS

São variados os sintomas de ácaro de traqueia em canários e costumam aparecer mais no final da tarde ou à noite e geralmente o pássaro infectado apresenta sinais como: 

  • Esfregam o bico constantemente nas grades da gaiola;
  • Abrem e fecham o bico várias vezes sem emitir som;
  • Aparentam estar cansados;
  • Emitem algum chiado parecido com gemidos, tosse ou espirros;
  • Emitem um canto rouco;
  • Alguns  ficam “sem voz” (canto sem som);
  • Dormem embolados;
  • Alimentam-se menos que de costume, ficando debilitados e facilitando o aparecimento de outras doenças;
  • Segurando-o nas mãos, percebe-se a respiração ofegante.

O ácaro de traquéia em canários belgas pode provocar o comprometimento de até 50% da capacidade de reprodução dessas aves e em alguns casos, a perda completa do canto e até mesmo a morte.

Essa é uma doença infecciosa e altamente contagiosa, cuja contaminação pode ocorrer através de:

  • Água ou comida contaminada;
  • Regurgitação de adultos no trato com os filhotes;
  • Contato com outras aves que possam entrar nas gaiolas;
  • Através do ar contaminado pelos espirros e tosses de aves doentes.

SAIBA COMO PREVENIR E TRATAR O ÁCARO DE TRAQUÉIA EM CANÁRIOS BELGAS

Algumas medidas contribuem para a prevenção do problema evitando assim, muitas complicações. Estas medidas são:

  • Manter gaiolas e criadouros sempre limpos e higienizados;
  • Afastar em quarentena as aves que participam de torneios e exposições e seus ovos;
  • Evitar contato com outras aves (galinhas, pardais, pombos, etc.) e
    usar comedouros fechados para impedir que as aves defequem na comida;
  • Colocar 2 gotinhas de vinagre na água do banho pode evitar a contaminação.

O tratamento mais eficaz no momento é a combinação de polivitamínicos e vermictina. Mas é preciso procurar a orientação de um veterinário, pois o uso de medicamentos de forma incorreta pode provocar danos irreparáveis à sua criação.

Fabricantes Destaques: